4 de junho de 2014

[RESENHA] Alice no País das Maravilhas | Maratona Literária #eusoudoideira

Hey Peoples!! Como vão??

Hoje trago para vocês o primeiro livro lido da Maratona Literária #eusoudoideira! Que foi Alice no País das Maravilhas!! Vamos conferir a resenha??





ISBN: 85-254-0943-X
Autor: Lewis Carroll
Título: Alice no País das Maravilhas
Páginas: 172
Editora: L&PM Pocket

Sinopse: Quando decidiu seguir um coelho que estava muito atrasado, Alice, caiu em um enorme buraco. Só mais tarde descobriu que aquele era o caminho para o País das Maravilhas, um lugar povoado por criaturas que misturam características humanas e fantásticas, como o Gato, o Chapeleiro e a Rainha de Copas - e que lhe apresentam diversos enigmas...




 


Resenha: O livro fala sobre Alice, uma garotinha que após decidir seguir um coelho de colete segurando um relógio de bolso e dizendo: "Oh, meu Deus! Vou chegar tarde!" e então... quando menos esperou... Ela caiu em um buraco que parecia nunca ter fim. E quando conseguiu chegar ao fim dele. Encontrou um mundo extraordinário. Onde dependendo do que come você pode crescer ou encolher, onde você encontra uma lagarta ajuda que fuma narguilé, um gato de Cheshire, um chapeleiro um tanto louco e uma rainha fascinada em arrancar cabeças. Como Alice iria sair daquele mundo? Para o que o Coelho de colete estava tão apressado...?

A narrativa do livro é em terceira pessoa visando apenas a personagem Alice e seus pensamentos. E também existem momentos em que o autor conversa com o leitor, tipo: "Vocês acham que conseguiriam fazer?) Isto fora no mínimo interessante, e eu meio que gostei dessa forma de narrar. É algo menos informal e deixa o autor mais íntimo de quem está lendo.

A Alice é uma personagem um tanto quanto curiosa demais, também muito má educada e com alguns parafusos a menos, pode ser que tenham saído do lugar na queda. Menina mais entrometida e entrona não há. Primeiro, ela entra na toca de um coelho, tipo: Uhu! Vou entrar na toca de um coelho! Segundo, ela está caindo na escuridão e fica pensando na vida e no que iriam pensar e falar se chegasse no outro lado do mundo. Em um momento ela até pensa em COMER! Terceiro, quem em sua sã consciência, está em um mundo que nunca viu, encontra uma casa com um homem com cara de sapo e decide bater na porta, sendo que o homem está do lado de fora? 

"- Mas eu não ando com loucos.
- Oh, você não tem como evitar - disse o gato - Somos todos loucos por aqui. Eu sou louco, você é louca.
- Como é que sabe que sou louca?
- Você deve ser - disse o gato - Senão não teria vindo para cá."

Eu havia posto tanta expectativa nesse livro, mas no final das contas o que eu achei que leria em algumas horas, acabei lendo em dois dias!! A narrativa não me prendeu tanto assim, e em algumas partes eu acabei largando a leitura para ir dormir! Estava tudo um tanto confuso... E eu não achei tão maravilhoso quanto dizem que é por aí. Só depois de ler esse livro... Eu entendi uma frase que sempre falam por aí: "Eu não sou Alice." Onde tudo para ela está tudo bem. Tudo é um mar de rosas. E até acho que ela seja um tanto esquizofrênica, mas acho que... bom... seja da idade, não é?

Os personagens que mais mexeram comigo foram com certeza: O Gato de Cheshire (o gato risonho para muitos) e a Rainha de Copas (cortem-lhe a cabeça!!!)

Acho que eu dei três livros devorados, porque no final, o livro acabou me cativando, mas não é uma daquelas leituras fantásticas que você fica, "WOW!", mas algo que você fica, "Ah... legal." Eu gostei, mas foi algo do tipo, gostei do livro. Mas um pouco de desanimo por não ter alcançado as suas expectativas.

Okay... Agora vamos para a parte mais importante da resenha. A música. Eu poderia ter escolhido outra? Eu não conseguiria escolher de jeito nenhum outra música. Com certeza, você que já assistiu o filme de Alice In Wonderland, já pensou na mesma música que eu. A música escolhida é: 

Underground - Avril Lavigne



É isso pessoal!! Espero que tenham gostado da resenha do meu primeiro livro da Maratona!! Hoje meu dia vai corrido!! Meia-noite estarei no cine assistindo TFIOS!! Vou participar da primeira sessão do "oceano" no cinema de Salvador - Ba. (risos).

4 comentários:

  1. Adorei a sua resenha! Sou fã da Alice e simplesmente AMO as citações do livro, são muito inteligentes! E a música da Avril? Vício total!
    Beijos
    http://www.gemeasescritoras.com/

    ResponderExcluir
  2. Eu entendo que não tenha gostado muito do livro, mas acho que foi porque você o leu procurando sentido nas ações da Alice e dos personagens. O livro é um conto escrito justamente com a intenção de tirar o leitor da sua zona de conforto e perturbar sua constante busca por sentido na vida. Algumas coisas simplesmente não têm sentido e, ao invés de fugir delas, Alice nos ensina que devemos mesmo é persegui-las. Devemos aceitar as coisas como são, loucas e confusas. Devemos entrar no mundo antes que ele saia de nós. Eu digo tudo isso porque li várias vezes essa história, mas em todas as versões imagináveis que não a do próprio Carroll! (kkkk) Estou com o livro aqui e quero muito lê-lo, mas entendo que me sentirei largada num mundo louco como você, Misael (rs).
    Fiquei feliz em saber que gostou do Gato de Cheshire. É meu personagem favorito, porque ele não demonstra lealdade a ninguém.
    Enfim, assim que ler o livro, posso cair do cavalo e ter a mesma opinião que você, kkkkk. Porque no fim… também tenho expectativas, não é?
    Beijo carinhoso! =*

    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Misael...
    Adorei sua resenha e acredito que eu não tenha lido o livro ainda, pois já acho o filme mega confuso e não consigo me imaginar gostando de um livro com tais características!
    A música que você escolheu se encaixa PERFEITAMENTE com esse livro e eu não escolheria uma diferente. Afinal, sou mega fã da Avril, hehehehe....
    Beijos

    http://estantedafer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu sinto que Tim Burton é um homem genial, bem, não é tão ruim, mas sabia como fazer uma boa adaptação da história e dos personagens, fez-lhes muito parecido com ele, como a "Rainha dos corações" é uma mulher bonita obsessivo e caramba, mas eu adoro isso!

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário!